Diretor do Sport Clube Internacional participa da homenagem ao ex-jogador Caçapava

0

Na tarde desta terça-feira, dia 18, a Câmara de Vereadores aprovou um projeto de lei denominando uma rua da cidade com o nome do Ex-Jogador do Internacional, Luis Carlos Mello Lopes, o Caçapava.

Durante a sessão, os vereadores entregaram uma placa aos familiares do Caçapava, simbolizando a homenagem. O Diretor Social e Conselheiro do Inter, Marino Quadros, o Cônsul do Inter em Caçapava do Sul, Manoel Oliveira e representantes da Torcida Sentinela Colorada participaram da homenagem.

O projeto de lei que é de autoria da vereadora Márcia Gervásio (PDT) faz uma homenagem a um dos maiores ídolos da torcida colorada e que representou muito bem o município, levando o nome da cidade como apelido. Caçapava faleceu vítima de infarto em junho de 2016.

Na oportunidade, o Diretor do Inter entregou uma placa ao Cônsul do inter, Manoel Oliveira, como forma de homenagear o torcedor que está há vários anos comandando o Consulado local. A homenagem foi do Presidente do Inter, Marcelo Medeiros.

A mãe do Caçapava, Terezinha Mello, representou o atleta e recebeu das mãos da vereadora Márcia Gervásio o quadro oficializando a homenagem. A rua que leverá o nome do Caçapava é a de número 254, perpendicular a Avenida Waldemar Seixas, entre as quadras 691 e 692, no Bairro Pazinato, mesma região onde mora a mãe do Ex-jogador.

“É uma honra poder homenagear um atleta que divulgou o nome da nossa cidade e tanto fez pelo esporte”, destaca a vereadora.

Caçapava foi um dos grandes ídolos da história do Internacional. Nascido em 26 de dezembro de 1954, o jogador atuou também no Corinthians, Palmeiras, Vila Nova de Góias, Novo Hamburgo, Ceará e Fortaleza e foi convocado para a Seleção Brasileira algumas vezes.

O ídolo da torcida colorada foi professor da escolinha de futebol do 25º Batalhão de Caçadores – unidade militar do Exército Brasileiro – na divisa entre Teresina (PI) e Timon (MA) e em 2004 tornou-se técnico de futebol treinando crianças carentes.

Em 2006, começou a fazer parte da comissão técnica do Piauí Esporte Clube, mas retornou a Porto Alegre para trabalhar nas divisões de base do Internacional.

Imprensa Câmara de Vereadores

Deixe seu comentario

Comentários desativados.